Photoshop completa 25 anos

Photoshop completa 25 anos (Vídeo)

Completam-se 25 anos desde que o Photoshop chegou ao mercado. Um dos principais softwares de manipulação de imagens do mundo, o produto é resultado de um programa que começou a ser desenvolvido em 1987.

Naquele ano, Thomas Knoll desenvolveu um programa de visualização de imagens chamado Display. Era simples e podia ser usado para mostrar imagens em tons de cinza em um monitor preto e branco.

Com a ajuda do irmão John Knoll, Thomas incluiu recursos que possibilitaram o processamento de imagens digitais, resultando em um programa que despertou investidores. Então, em 1988, a Adobe fez uma aposta ao licenciar o Display sob o nome Photoshop, cuja primeira versão saiu em 1990.

“A Adobe achou que iríamos vender 500 cópias do Photoshop por mês”, diz Thomas Knoll, que hoje é considerado Adobe Fellow. “Nunca achei que a aceitação do software seria tão grande dentro da indústria criativa. É inspirador ver as imagens lindas criadas por nossos clientes, as carreiras lançadas pelo Photoshop e as novas utilidades que as pessoas encontram para o software todos os dias.”

Atualmente o programa é usado em uma infinidade de setores, estando presente em logos, desenho de aplicativos e produtos físicos, filmes etc.

“Por 25 anos, o Adobe Photoshop tem sido usado para criar imagens de beleza deslumbrante e criatividade realista”, comenta Shantanu Narayen, presidente e CEO da Adobe. “Desde a editoração eletrônica, os editoriais de moda, produção de filmes, design de website, criação de aplicativos móveis e agora a impressão 3D, o Photoshop continua a redefinir indústrias e possibilidades criativas.”

Fundador e diretor da Digital Prime Web Solutions, sonhador, empreendedor e autodidata. Responsável geral pela área de criação de sites, gerenciamento de mídias sociais e otimização dos sites – SEO

Facebook Twitter LinkedIn Google+ YouTube  

Deixe seu comentário




CONTEÚDO VIP

Receba em primeira mão nosso conteúdo GRÁTIS direto em seu email!




0 comentários

Deixe um comentário

Quer participar da discussão?
Fique a vontade para expressar sua opinião!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *